Arquivo da categoria: Turismo

Jardins nos Emirados Árabes

É o primeiro parque no Guinness World Record pelo maior número de cestas de flores em suspensão. Fica em  Al Ain, Emirados Árabes Unidos, a 160 km de Abu Dhabi (capital)  Al Ain significa  “Primavera”.

Com pouco mais que a área de quatro campos de futebol, as passadeiras entre os canteiros têm cerca 2400 metros. Os jardins situam-se num antigo oásis de águas subterrâneas abundantes. Devido à rapinagem de flores já teve que ser temporariamente encerrado ao público, atualmente está previsto o seu alargamento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: e-mail
Anúncios

1 comentário

Arquivado em Turismo

Um castelo português com certeza.

O palácio da Pena é um dos símbolos da região de Lisboa, situado no topo da serra de Sintra, foi construído em 1839 a pedido do Rei consorte D. Fernando II, para ser a residência de verão. Antes só existiam as ruínas de um antigo convento. O estilo é o mesmo de muitos outros castelos castelos europeus, com uma decoração exótica e detalhista, o Palácio Nacional da Pena é o mais completo exemplar do Romantismo português.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em 2007 foi eleito uma das 7 maravilhas de Portugal, fica a 4,5 km do centro histórico de Sintra, foi projetado pelo arquiteto Barão de Eschwege e decorado pelo próprio Rei D. Fernando II. A construção faz parte do Parque da Pena, uma vasta área verde com enormes rochedos, jardins, lagos, pontes e pequenas estufas e viveiros com diversas flores e árvores vindas de todo o mundo.

Do antigo convento foram conservados os claustros, a capela e alguns anexos que serviram de base para a reconstrução. A sua adaptação, realizada com uma junção de vários estilos e influências góticas, mouriscas, neo-manuelinas e árabes, resultou num ambiente de um autêntico cenário “das mil e uma noites”.

O “Chalet da Condessa”, mandando construir como zona de lazer para o rei-consorte e a sua mulher, está parcialmente destruído. Tendo sido inspirado nos chalés dos Alpes, estava rodeado por um jardim e o seu revestimento exterior simulava madeira. O processo de recuperação começou em 2007 pela empresa Parques de Sintra – Monte da Lua e a primeira fase de trabalhos terminou há poucos meses.

Desde a implantação da República, em 1910, o Palácio da Pena tornou-se museu e passou a ser chamado Palácio Nacional da Pena. Digno de um conto de príncipes e princesas, representa o mais belo exemplar da arquitetura romântica portuguesa.


 Todas as fotos foram cedidas pelo departamento de comunicação (Maria do Céu Alcaparra) dos Parque de Sintra – Monte da Lua, SA

Fonte:
http://obviousmag.org/archives/2011/09/palacio_da_pena_um_castelo_de_principes_e_princesa.html

Deixe um comentário

Arquivado em Turismo

Mais antigo metropolitano suspenso do mundo

Wuppertal ( 51.255871°,  7.149985°) é uma cidade  alemã localizada na região da Renânia do Norte-Vestfália. Situada às margens do rio Wupper, ao sul da Região do Ruhr. A cidade é um importante centro histórico-industrial que inclui fábricas de: têxteis, metalurgia, produtos químicos e farmacêuticos, equipamento elétrico, borracha, veículos e equipamento de impressão.

Durante a Segunda Guerra Mundial quase metade da cidade foi destruída, no entanto, um grande número de locais históricos foi preservado dos bombardeios, tais como o distrito de Ölberg (“Colina do Petróleo”), um dos maiores bairros de trabalhadores de toda a Alemanha, e também o chamado Briller Viertel, o maior distrito burguês da Alemanha.

Um dos atrativos turísticos é o seu monotrilho (conhecido como Wuppertaler Schwebebahn), inaugurado em 1901, que atravessa a cidade a 8 m de altura sobre as ruas e a 12 m de altura sobre o rio Wupper e tem a particularidade de ser o mais antigo metropolitano suspenso do mundo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O metropolitano suspenso de Wuppertal, foi concebido pelo engenheiro Anton von Rieppel por volta de 1890 e é uma das infraestruturas mais impressionantes ainda em funcionamento, se bem que com as adaptações necessárias às exigências de segurança atuais.

Em 1949 uma reportagem da revista LIFE, publicou fotografias realizadas por Charles E. Steinheimer, desde então Wuppertal ficou conhecida em todo o mundo. Considerando a época que foi construída, é sem dúvida uma obra visionária, insólita e deslumbrante.

http://www.youtube.com/watch?v=OPnKbSvHj6c

Fonte:
http://obviousmag.org/archives/2009/04/wuppertal.html#ixzz1UByAWXdw

 

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Turismo

100 anos de Machu Picchu

É muito conhecida, quem ainda não foi até lá, pelo menos já ouviu falar e certamente viu algumas fotos.  A chamada “cidade perdida dos Incas” está na lista das 7 maravilhas do mundo moderno.

A cidade foi descoberta pelo pelo historiador norte-americano Hiram Bingham em 24 de julho de 1911. Os arqueólogos acreditam que Machu Picchu foi construída no século XV para o governante inca Pachacuti.

Ela está muito bem conservada em comparação a outras ruínas, que foram por muitas vezes desfiguradas pelos saqueadores espanhóis. Segundo recomendações impostas pela Unesco, apenas podem ingressar 2.500 turistas diariamente a Machu Picchu. Os bilhetes são vendidos pela internet e o sistema é bloqueado quando alcança essa cifra. A restrição à venda de ingressos tem provocado um forte mal-estar e o protesto de centenas de turistas estrangeiros,  um problema devido ao excesso de demanda por visitas e às agências de turismo, que estão enganando turistas para captar mais clientes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O nome da cidade significa “velha montanha”. Localizada nas encostas orientais da Cordilheira dos Andes, Machu Picchu fica a 2,4 metros de altitude e ocupa uma área de aproximadamente 326 quilômetros quadrados, com suas enormes paredes, terraços, rampas e templos.

A redescoberta da cidade histórica atiçou a imaginação de turistas e a popularidade também trouxe consequências negativas, como pedras que foram removidas para a criação de um heliporto.

A flora e a fauna da região também podem estar sendo afetadas pelo grande fluxo de visitantes. Machu Picchu está localizada em um ecossistema chamado de selva alta, que varia de florestas secas de montanha em altitudes baixas para a vegetação de montanha. Isso inclui mais de 400 espécies de orquídeas, begônias, árvores, arbustos e 400 tipos de aves.

Em 1981, Machu Picchu e seus arredores foram declarados como Santuário Histórico peruano e em 1983, Patrimônio Mundial da UNESCO. Para proteger a cidade peruana dos interesses empresariais do turismo, Machu Picchu foi colocada na lista dos 100 lugares mais ameaçados de extinção, em 2008.

Documentário NATGEO legendado

Parte 1 http://www.youtube.com/watch?v=bJcLy0Qw-GQ 

Parte 2 http://www.youtube.com/watch?v=eRKtbnGDXpU 

Parte 3 http://www.youtube.com/watch?v=lHYbnGRprho 

Parte 4 http://www.youtube.com/watch?v=ydmxOq9ivk0

Parte 5 http://www.youtube.com/watch?v=e2QJeL-cJy8&

 

 

 

PS.: E! ste descobri depois de publicado, mas vale a pena ver:  http://panoramas.pe/machupicchu100.html

Fontes:
http://hypescience.com/100-anos-de-machu-picchu-a-cidade-perdida-dos-incas/
http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5hczS9vAebiA5b2JEH-1gwyUf104Q?docId=CNG.3f2eece4b9e44ab014ad6b1214c82da8.151 

http://panoramas.pe/machupicchu100.html

Deixe um comentário

Arquivado em Turismo

Primavera no Japão depois do tsunami

Depois de todas aquelas imagens horríveis do Japão com o terremoto seguido do tsunami e a instalação nuclear de Fukushima-Daiichi  terem sido atingidas, estas flores trazem esperança e alegria a um povo tão sofrido. Neste ano, os turistas estrangeiros são uma raridade nas ruas, na medida em que o país tem que lidar com cortes de energia e radiação nuclear.

Este slideshow necessita de JavaScript.

http://www.youtube.com/watch?v=dZjn2iVkOKs

Cerejeira de 1.000 anos floresce em Fukushima

Considerado um dos três mais antigos pés de sakura do Japão, a árvore de cerejeira Miharu Takizura é considerado um tesouro nacional em Miharu, Fukushima, tendo mais de 1.000 anos. Recentemente a milenária Miharu Takizura está sendo vista como um símbolo de esperança, a árvore demonstrou superação e floresceu atraindo público mesmo diante da crise nuclear.

A árvore sobreviveu à devastação causada pelo terremoto e tsunami do dia 11 de março que atingiu a província. Casas da cidade de Miharu desabaram e ruas racharam.

Agências de turismo cancelaram os pacotes de visita a apreciação da árvore, que é muito procurado na primavera mas nem mesmo a falta de iluminação fez com que os visitantes deixassem de visitá-la.

Todos os anos a árvore atrai cerca de 300 mil visitantes e este ano o número estimado de visitantes foi de 60 mil.

Não entendo nada de japonês, mas as imagens falam por si.

http://www.youtube.com/watch?v=-vav3mkOE_Q

Fontes: e-mail e Youtube

Deixe um comentário

Arquivado em Turismo

Tunnelbana – O metrô de Estocolmo

Série de imagens do metrô de Estocolmo – Suécia ( 59.331590°, 18.056251°), considerado um dos mais belos do mundo. O sistema que foi inaugurado em 1950,  conta com mais de 100 estações, sendo 47 subterrâneas. Algumas das estações foram cortadas na rocha e sua estações estão cheias de obras de arte, fazendo o que os suecos chamam da maior galeria de arte em extensão do mundo, com 110 km.

O metrô de Estocolmo é chamado de Tunnelbana. Logo no início da construção, um grupo de artistas, liderados por Siri Derkert e Vera Nilsson, conseguiram com que artistas plásticos, escultores e artesãos fossem chamados para trabalhar com os engenheiros e os arquitetos na construção das estações, e o resultado hoje é um rico painel das artes plásticas na Suécia.

Esculturas, mosaicos e pinturas podem ser encontrados em 90 das 100 estações do metrô. Aproximadamente 140 artistas fizeram peças para a exposição permanente, e ainda uma centena tem participado das exposições temporárias.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O metrô é um exemplo de como se deve  e se pode cuidar do espaço público e seu exemplo deveria ser seguido por todos os metrôs do mundo. O metrô de São Paulo começou agora a chamar artistas para participar da decoração das estações, esperemos que essa parceria se acentue e que passemos a ter obras de arte nas estações em construção mas também nas existentes.

http://www.youtube.com/watch?v=9ILtkNr2ERA

http://www.youtube.com/watch?v=Rlz1T2cc6YI

Fontes:
http://theurbanearth.wordpress.com/tag/tunnelbana/
http://www.ideafixa.com/metro-psicodelico

Deixe um comentário

Arquivado em Turismo

Belezas do Parque Nacional dos Arcos em Utah nos EUA – 3D

O Parque Nacional dos Arcos (em inglês, Arches National Park) é um parque nacional dos Estados Unidos localizado no estado do Utah. Este parque se destaca pela grande quantidade de arcos naturais, cerca de 2000. Os arcos são de arenito e foram formados pela erosão da água.

Arco naturais são considerados antigos e perto do final do seu ciclo de vida. É difícil acreditar que um pedaço de pedra como esta pode existir. No seu ponto mais fino do arco é de apenas 6 metros de espessura, mas ele suporta uma extensão enorme de rocha.

Landscape Arch é um arco arco natural causado pela erosão do arenito A extensão é de 88,4 metros

 

Foto noturna do arco duplo, com a Via Láctea aparecendo no céu. As sombras na parte inferior da imagem são monólitos de arenito que sobraram de fendas repletas de iodo evaporado do mar salgado que uma vez houve ali, há 300 milhões anos.

 

 

 

 

Outro arco, não sei o nome, já vi várias vezes.

 

Fotos dos monólitos de arenito em plano geral

 

Arco de pedra (não sei o nome)

 

 

Base de um arco

 

Pesquisando imagens, encontrei um site muito interessante: http://www.naturalarches.org/stereo/archindex.htm

Nele existem muitas fotos estéreo, aquelas que a gente tem que ficar vesgo ou olhando para nada, para enxergar em 3D, para quem não conhece, basta ficar em frente ao computador e usar uma das duas formas:
Paralela – você fique bem em frente a tela do computador e olha para além da tela, como se fosse uma janela e você olhando para a paisagem, então uma imagem perfeita aparece em 3D.
Cruzada – você olha para o espaço entre você e a tela (vesgo) e então acontece o mesmo efeito.
Note que no site tem fotos para uso da duas formas e só funcionam bem usando a correta. Com um pouco de prática fica bem fácil visualizar e realmente vale a pena o exercício!

Um exemplo das imagens:

Arco Landscape para visão 3D

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Turismo