Arquitetura futurista

Conheça os prédios do futuro – grandes, belos e ecológicos, edifícios parecem sair direto dos filmes de ficção científica. 

Arquitetura futurista que mais parece formações verticais saídas de filmes de ficção científica. São projetos que exibem o poder de gigantes multinacionais, ou visam resolver o continuo aumento da população nas grandes cidades, cada vez mais sem espaço.

O maior edifício do mundo, o Burj Khalifa, ganhou uma foto em alta resolução direto do satélite GeoEye 1. Esse aparelho é o que tem a mais alta resolução em fotos que está em operação no momento. Anteriormente era conhecido como Burj Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, sendo a maior estrutura e, consequentemente, o maior arranha-céu já construído pelo homem.

Foto via satélite do Burj Khalifa

O prédio conta com 828 metros de altura, tem 160 andares e fica em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Para se ter uma ideia do trabalho depositado nessa belezinha, a construção do Burj Khalifa levou 6 anos e consumiu 39 mil toneladas de aço reforçado e 22 milhões de horas de trabalho.

Já o satélite GeoEye 1, que orbita a 684 Km da superfície da Terra, é muito utilizado para enviar fotos exclusivas para o Google, que as utiliza em seus serviços Earth e Maps.

Burj Khalifa - vista frontal

Burj Khalifa - visão aérea

Com carater de obra faraônica, as Torres que dançam de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, vão ser a sede da empresa Business Bay. O projeto começou a ser construído em 2008, mas já foi paralisado e ainda não há previsão de retorno. As três torres foram “coreografadas” para refletir o movimento de fluidos, de acordo com a arquiteta iraniana Zaha Hadid, responsável pelo projeto e vencedora de diversas competições internacionais.

Dancing Towers ou Signature Towers (Dubai)

Proeza incrível da arquitetura verde, a Bosco Verticale promete ser a primeira floresta vertical do mundo. A construção coberta de vida vegetal será erguida em Milão, na Itália, e protege os moradores da poluição do ar e sonora através da capacidade das plantas em gerar umidade, absorver CO2, produzir oxigênio e proteger o edifício da poluição atmosférica.

Todas estas características melhoram a qualidade do espaço e economizam dramaticamente o consumo de energia durante todo o ano. Cada um dos 27 andares do edifício terá uma varanda plantada com árvores capazes de responder ao clima da cidade – sombra será fornecida no verão, e luz do sol entrará nas casas no inverno, uma vez que as arvores estarão despidas.

A Bosco Verticale é de autoria do arquiteto Stefano Boeri.

Bosco Verticale (Milão)

Este arranha-céu modernista e residencial terá 145 andares e será localizado na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos. O prédio é projetado pela empresa suíça Herzog & de Meuron e descrito pelo arquiteto como “casas empilhadas no céu.”

O 56 Leonard Street já foi elogiado por publicações como Vanity Fair e New York Magazine, mas atualmente está embargado e com as obras paradas.

56 Leonard Street (Nova Iorque)

Com um elevador que chega a mais de 350 km por hora, o Burj Al Alam (Torre do mundo, em português) é um luxuoso arranha-céu que será construído na cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A estrutura terá 501 metros de altura e uma especie de coroa na cobertura, com jardim suspenso e spa. Sua construção começou em 2006, mas o projetou foi paralisado devido ao atraso no pagamento das parcelas de clientes e investidores. A previsão atual para a conclusão do projeto é no final de 2012.

Burj Al Alam (Dubai)

O edifício COR consiste em um condomínio vertical multifuncional de estrutura metálica e vidro cercado por um exoesqueleto parecido com um queijo suíço. No topo, os orifícios circulares – às vezes individual, às vezes juntos – possuem grandes turbinas eólicas que agem em conjunto com o sistema de painéis fotovoltáicos e coletores solares para o aquecimento de água, que formam o sistema de geração de energia do edifício. O projeto, de autoria do arquiteto Chad Oppenheim, é o primeiro condomínio sustentável de Miami, nos Estados Unidos.

Edifício COR (Miami)

Com impressionantes 1111 metros de altura, a torre autossustentável projetada para a cidade de Shenzhen, na China, será uma comunidade vertical com residências, empreendimentos, comercio e áreas verdes.

A altura do super arranha-céu permitirá a circulação abundante de vento que será coletado por turbinas eólicas para a geração de energia. Para manter as plantas sempre verdes, um sistema de reciclagem vai aproveitar a água da chuva para regar e cultivar as partes naturais da construção. Outro aspecto positivo é o uso de energia solar para alimentar todas as áreas comuns aos moradores.

O projeto audacioso ainda não passa de uma ideia e não há qualquer previsão de sua implantação ou do início de suas obras na cidade de Shenzhen.

Logistic City (Shenzhen)

Fontes
http://on-msn.com/qHZh0s
http://on-msn.com/ncXbeT

2 Comentários

Arquivado em Curiosidades

2 Respostas para “Arquitetura futurista

  1. Alessandro

    Saiu hoje uma notícia a respeito:
    Cidade italiana contará com ‘floresta no céu’
    http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2011/10/cidade-italiana-contara-com-floresta-no-ceu.html
    Floresta será exibida em torres que estão sendo construídas.
    Projeto prevê a colocação de 730 árvores, 5 mil arbustos e 11 mil plantas.

  2. valger

    de ideias para concretizar sonhos é o que se pode dizer de arquitetura futurista. se não faz-se concreto, só é sonho.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s