Arquivo do mês: julho 2011

10 plantas que ajudam a melhorar a qualidade do ar

Conforme artigo do G1, a poluição do ar muda a cor das plantas em um dos braços da Represa Billings. O ar poluído afeta a saúde da população, principalmente crianças e idosos, comprometendo a qualidade de vida de todos.

O Conselho Estadual do Meio Ambiente de São Paulo aprovou parâmetros mais rígidos para medir a qualidade do ar, que se aproximam do que recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS). Veja que interessante este artigo: plantas que ajudam a melhorar a qualidade do ar.

A gérbera reduz a concentração de benzeno, que pode aumentar o risco de leucemia, foto: TheBees

Você sabia que mesmo dentro casa não estamos a salvo da poluição do ar? Como os habitantes de países industrializados costumam passar de 80 a 90% do seu tempo em ambientes fechados, a poluição de interiores é considerada um dos maiores riscos do mundo à saúde pública. Mas existem algumas maneiras de minimizar o problema. Além de dar preferência  ao uso de tintas formuladas com matéria-prima natural, evitar produtos de limpeza que contenham compostos orgânicos voláteis (COV) e manter os dutos da ventilação ou do aquecimento bem limpos, você pode recorrer à ajuda de  plantas domésticas, pois existem algumas variedades que agem como purificadores naturais do ambiente. Elas não apenas convertem o dióxido de carbono em oxigênio, mas também removem da atmosfera elementos prejudiciais como o ozônio, o benzeno e o formaldeído. Confira abaixo algumas dicas de espécies que podem melhorar a qualidade do ar da sua residência:

Gérbera

Essa simpática flor é muito eficiente na remoção de tricloroetileno, substância cancerígena utilizada como solvente nos processos de lavagem a seco. Ela também pode ser usada para reduzir a concentração do benzeno, que pode aumentar os riscos de desenvolvimento de leucemia. Coloque um vaso dessa planta no seu quarto ou na sua lavanderia, desde que esses cômodos sejam bastante iluminados.

Clorofito

Ele sobrevive até aos donos mais relapsos. Também conhecido como gravatinha, o clorofito combate o benzeno, oformaldeído, o monóxido de carbono e o xileno, comum em solventes e outros produtos químicos.

O clorofito sobrevive até aos donos mais relapsos, foto: Istvan

Lírio da Paz

Tudo o que essa planta precisa para florescer é de um local com pouca ventilação e de uma boa sombra. De acordo com umestudo da Nasa, os lírios da paz são muito eficientes na eliminação dos três gases voláteis mais comuns – formaldeído, benzeno e tricloroetileno – e também combatem o tolueno, que quando inalado em pequenas quantidades pode causar cansaço, confusão mental, debilidade, perda da memória e náusea, e o xileno.

Dracena-de-Madagascar

Além de ser fácil de manter, a dracena pode ser utilizada para a remoção de tricloroetileno, xileno e formaldeído, substância que pode causar irritação dos olhos, nariz, garganta e pele. Pesquisas recentes relacionam a longa exposição a esse composto com o aumento da chance de desenvolvimento de esclerose múltipla.

Lírio-Amarelo

Ele absorve o monóxido de carbono, gás tóxico que pode provocar alteração na pressão sanguínea e sensação de sufocamento. É ideal para jardins, sacadas ou varandas.

Hera

Um estudo apontou que ela reduz a concentração de partículas de material fecal e de mofo no ar. O melhor local para manter essa planta é o quintal, mas lembre-se de colocá-la fora do alcance de crianças ou animais para evitar a ingestão acidental de suas folhas, que são tóxicas para o organismo.

A jiboia – verde mesmo sem sol , foto: FloresyPlantas

Crisântemo

Sua mãe podia até não saber, mas aquelas flores coloridas que ela mantinha em casa tinham uma outra função além de decorar o ambiente. Elas são ótimas para eliminar o benzeno.

Azaléa

Ela é uma boa opção para combater o formaldeído de fontes como a madeira compensada ou espumas isolantes e também é ótima para camuflar o odor forte do amoníaco. Uma dica é colocar um vasinho com essa flor no seu banheiro.

Jiboia

Essa é outra planta poderosa contra o formaldeído.  Uma opção é manter a jiboia –também conhecida como hera-do-diabo – na sua garagem, ainda que ela for coberta. Essa espécie se mantém verde mesmo na ausência de luz.

Babosa

Ela ajuda e eliminar o formaldeído e o benzeno, mas essa não é a única vantagem de se ter uma babosa em casa. O gel encontrado dentro de suas folhas pode ser aproveitado para aliviar cortes e queimaduras e para tratamentos estéticos. Se sua cozinha for bem iluminada, escolha um cantinho próximo à janela para cultivar essa planta.

Fontes:
http://www.oecocidades.com/2011/07/15/10-plantas-que-ajudam-a-melhorar-a-qualidade-do-ar/
http://g1.globo.com/sao-paulo/respirar/noticia/2011/07/poluicao-do-ar-muda-cor-das-plantas-ao-lado-da-represa-billings.html 

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Saúde

100 anos de Machu Picchu

É muito conhecida, quem ainda não foi até lá, pelo menos já ouviu falar e certamente viu algumas fotos.  A chamada “cidade perdida dos Incas” está na lista das 7 maravilhas do mundo moderno.

A cidade foi descoberta pelo pelo historiador norte-americano Hiram Bingham em 24 de julho de 1911. Os arqueólogos acreditam que Machu Picchu foi construída no século XV para o governante inca Pachacuti.

Ela está muito bem conservada em comparação a outras ruínas, que foram por muitas vezes desfiguradas pelos saqueadores espanhóis. Segundo recomendações impostas pela Unesco, apenas podem ingressar 2.500 turistas diariamente a Machu Picchu. Os bilhetes são vendidos pela internet e o sistema é bloqueado quando alcança essa cifra. A restrição à venda de ingressos tem provocado um forte mal-estar e o protesto de centenas de turistas estrangeiros,  um problema devido ao excesso de demanda por visitas e às agências de turismo, que estão enganando turistas para captar mais clientes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O nome da cidade significa “velha montanha”. Localizada nas encostas orientais da Cordilheira dos Andes, Machu Picchu fica a 2,4 metros de altitude e ocupa uma área de aproximadamente 326 quilômetros quadrados, com suas enormes paredes, terraços, rampas e templos.

A redescoberta da cidade histórica atiçou a imaginação de turistas e a popularidade também trouxe consequências negativas, como pedras que foram removidas para a criação de um heliporto.

A flora e a fauna da região também podem estar sendo afetadas pelo grande fluxo de visitantes. Machu Picchu está localizada em um ecossistema chamado de selva alta, que varia de florestas secas de montanha em altitudes baixas para a vegetação de montanha. Isso inclui mais de 400 espécies de orquídeas, begônias, árvores, arbustos e 400 tipos de aves.

Em 1981, Machu Picchu e seus arredores foram declarados como Santuário Histórico peruano e em 1983, Patrimônio Mundial da UNESCO. Para proteger a cidade peruana dos interesses empresariais do turismo, Machu Picchu foi colocada na lista dos 100 lugares mais ameaçados de extinção, em 2008.

Documentário NATGEO legendado

Parte 1 http://www.youtube.com/watch?v=bJcLy0Qw-GQ 

Parte 2 http://www.youtube.com/watch?v=eRKtbnGDXpU 

Parte 3 http://www.youtube.com/watch?v=lHYbnGRprho 

Parte 4 http://www.youtube.com/watch?v=ydmxOq9ivk0

Parte 5 http://www.youtube.com/watch?v=e2QJeL-cJy8&

 

 

 

PS.: E! ste descobri depois de publicado, mas vale a pena ver:  http://panoramas.pe/machupicchu100.html

Fontes:
http://hypescience.com/100-anos-de-machu-picchu-a-cidade-perdida-dos-incas/
http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5hczS9vAebiA5b2JEH-1gwyUf104Q?docId=CNG.3f2eece4b9e44ab014ad6b1214c82da8.151 

http://panoramas.pe/machupicchu100.html

Deixe um comentário

Arquivado em Turismo

Campanha para acabar com impostos sobre produtos tecnológicos para deficientes

Eu já assinei!

Iniciativa quer colher 600 mil assinaturas em um abaixo-assinado digital, com o objetivo de pressionar a aprovação de um Projeto de Lei.

No Brasil, cerca de 27 milhões de pessoas – ou seja, mais de 10% da população – apresentam algum tipo de deficiência, e 70% delas vivem na linha da pobreza ou abaixo dela. A tecnologia pode melhorar, e muito, a qualidade de vida desses indivíduos. Porém, 90% dos produtos voltados a esse fim são importados, e pagam, em média, 60% em impostos para entrar no país. O resultado são preços elevados, restringindo o acesso a um grupo privilegiado da sociedade.

Assine o abaixo-assinado aqui

O movimento “#euassino” , criado pelo Olhar Digital, quer pressionar o governo federal a acabar com os impostos de importação sobre todos os produtos destinados a pessoas com deficiência. São itens como cadeiras de rodas especiais, bengalas com ultrassom, impressoras brailes, entre outros.

A ação começa com o incentivo ao uso da hashtag #euassino no Twitter, das 12h às 23h59 do próximo domingo, dia 24/7. No mesmo dia, o programa Olhar Digital, veiculado na Rede TV! a partir das 15:45h, exibirá uma matéria especial abordando o assunto e chamando a atenção da sociedade para o problema. As ações têm o objetivo de colher 600 mil assinaturas em um abaixo-assinado virtual (no endereço www.olhardigital.com.br/euassino), que será enviado ao Congresso para pressionar pela aprovação de um Projeto de Lei (PL 7916/2010) – que já está na Câmara dos Deputados – e que prevê o fim dos impostos de importação para produtos voltados a deficientes.

O objetivo é fazer com que o Brasil siga o exemplo de países europeus, que, na década de 1950, assinaram o Acordo de Florença. O documento prevê a isenção de impostos para importação de qualquer objeto usado para educação, progresso e inclusão das pessoas com necessidades especiais.

A tecnologia pode fazer toda a diferença para quem mais precisa dela. Participe dessa iniciativa:  assine aqui e tuíte a hashtag #euassino no Twitter neste domingo!

 

Deixe um comentário

Arquivado em Outros, Tecnologia da Informação

Realidade aumentada nos vidros do carro

A Toyota está brincando com a realidade aumentada para melhorar a visão de fora das janelas dos seus veículos.

Um exercício de design desenvolvido em conjunto com o Copenhagen Institute of Interaction Design (CIID), que a Toyota chamou de “Janela para o Mundo”, apresenta o conceito de realidade aumentada para transformar uma janela de carro em uma tela de vidro que permite ao interação com os elementos da paisagem.

 

Criança fazendo um zoom de trecho da paisagem, no vidro do carro

A montadora quer transformar longas e tediosas viagens em momentos de lazer. Os pesquisadores apresentam vários usos potenciais. Assim como as crianças costumam desenhar em vidros embaçados, elas poderiam desenhar coisas que se integrassem com o cenário ou permitir zoom em objetos vistos do lado de fora, além de ser ainda um tradutor automático para todos os textos escritos em outras línguas. Identificar constelações no céu e medir distância entre objetos são outros exemplos de funções que poderiam ser viabilizadas.

Por enquanto, tudo é um conceito mas que pode sinalizar uma tendência: a de fazer com que os vidros dos carros tenham semelhanças com telas de computador. Dois protótipos que envolvem realidade aumentada foram apresentados no mês passado em uma feira na Bélgica, que tinha como tema o futuro da mobilidade.

Assista o vídeo em: http://www.youtube.com/watch?v=dl9eqdZpvJU

Fonte:
http://t.co/q46bkGf

Deixe um comentário

Arquivado em Invenções

Nelson Mandela

Percorri esse longo caminho para a liberdade, tentei não fraquejar; dei passos errados ao longo do percurso. Mas descobri o segredo: que, depois de escalar uma montanha, apenas se descobre que há muitas mais montanhas para subir. Parei aqui para deitar uma olhada à vista maravilhosa que me rodeia, para olhar pra a distância de onde vim. Mas posso descansar somente por um momento, porque com a liberdade vêm as responsabilidades e não me atrevo a demorar, pois a minha caminhada ainda não terminou.
Nelson Mandela

Nelson Mandela completou 93 anos de idade, muitos milhões de pessoas homenagearam o  antigo prisioneiro político que se tornou Presidente e ícone internacional. 

Muitos dedicaram o dia à prática de ações de caridade honrando a contribuição de Mandela para os direitos humanos, cerca de 12 milhões os jovens estudantes, participaram na festa cantando o “Parabéns a você” numa versão especialmente adaptada para a ocasião, antes do início das aulas, nesta segunda-feira (18/07/11), numa ação que foi coordenada pela Fundação Nelson Mandela, governo e outras instituições.

A Fundação tornou público que pretendeu mobilizar toda a sociedade para a promoção da educação, unidade e coesão social em honra de Madiba (o nome por que é conhecido pela sua tribo, Xhosa).

Mandela tornou-se o primeiro presidente negro da África do Sul. Foi eleito em 1994, depois de sair da prisão de Robben Island. Preso sob a acusação de ser o líder do “Umkhonto we Sizwe” braço armado do Congresso Nacional Africano (ANC) e de organizar e levar a cabo atos de sabotagem, esteve 27 anos preso pelo regime segregacionista.

Libertado ao final desse longo interregno, assumiu o seu papel histórico e garantiu a transição para um governo e regime negro na África do Sul. Conquistando a admiração do mundo por ter conseguido sair de um longo período de encarceramento demonstrando uma capacidade por todos salientada de perdão e de união, conseguiu aquilo que antes se considerava impossível, a transformação pacífica do regime do apartheid num regime em que brancos e negros convivem lado a lado e pacificamente.

Razão pela qual nesta segunda-feira, não foram apenas sul-africanas as mensagens de parabéns que Nelson Mandela recebeu. Foram muitos os líderes mundiais que quiseram associar-se à celebração dos 93 anos do Prêmio Nobel da Paz de 1993.

O atual Presidente da República da África do Sul, Jacob Zuma, que agradeceu a Deus a contribuição de Mandela ao seu país natal, dirigiu-lhe uma comunicação especial.

Zuma recordou na sua mensagem que toda a gente soube que a África do Sul seria diferente quando Mandela saísse da prisão.

“Ele mostrou-nos que, apesar da opressão racial divisionista e das dificuldades que esta nação tinha atravessado, não é apenas possível, mas necessário abraçarmo-nos uns aos outros e reconciliar o povo Sul-Africano”, disse Zuma.

Barack Obama, outro homem que conseguiu tornar-se o primeiro presidente negro desta feita nos Estados Unidos, enviou também ele uma mensagem de cumprimentos ao homem que apelidou de “um farol para a comunidade global, e para todos que trabalham para democracia, justiça e reconciliação”.

O dia 18 de julho pela importância de Nelson Mandela não só para o seu país mas também para a comunidade internacional, passou a ser assinalado pelas Nações Unidas como o dia de Nelson Mandela.

Na África do Sul foram muitas as iniciativas levadas a cabo a propósito deste dia tão significativo para todos os cidadãos daquele país africano.

Escolas, orfanatos e clínicas foram limpas e pintadas, comida, roupa, livros e brinquedos foram doados em operações de caridade destinadas a ajudar os mais necessitados.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban-Ki-Moon, tomou o exemplo de Nelson Mandela e apelou ao mundo que ouvisse o apelo de Nelson Mandela para o voluntariado e o apoio aos mais necessitados.

Nelson Mandela tem reduzido ao máximo as suas aparições públicas devido ao estado debilitado em que se encontra. O dia deverá passa-lo com a família, na sua casa em Qunu, mil quilómetros a sul de Joanesburgo.

Fonte:
http://tv1.rtp.pt/noticias/?t=Sul-africanos-comemoram-o-93-aniversario-de-Nelson-Mandela.rtp

Deixe um comentário

Arquivado em Filosofia

Currículo

Muito se fala sobre modelos de currículos, mas achei este artigo interessante porque contradiz algumas ideias do que seria um currículo ideal. De fato para quem seleciona candidatos, o que vale mesmo é o conteúdo.

Quais os cuidados para preparar um bom currículo

Especialista destaca que, nos últimos dez anos, mudou a forma dos recrutadores analisarem os candidatos, principalmente graças à internet

Ninguém questiona que o currículo é uma das principais ferramentas para quem quer se candidatar a qualquer vaga de emprego. No entanto, o que pouca gente sabe é que hoje esse documento precisa ser mais do que uma simples folha de papel. Pois, de acordo com Elizabeth Garone, jornalista norte-americana especializada em carreira, a internet mudou a forma dos recrutadores analisarem os candidatos.

Em artigo no Wall Street Journal, Elizabeth fala sobre as principais mudanças que ocorreram nos currículos tradicionais nos últimos dez anos e o que os profissionais precisam fazer para acompanhá-las:

Esteja presente no mundo virtual – Hoje em dia, qualquer profissional precisa ter uma rede de contatos e uma presença online. Não se trata mais de uma opção e, sim, de um requerimento.

“No mercado atual de busca de executivos, quem não está no LinkedIn não existe”, cita Wendy Enelow, autora de diversos livros voltados a ajudar profissionais que buscam emprego. Ela sugere que é importante citar o link para seu perfil na rede social (LinkedIn) no próprio currículo, pois isso facilita o trabalho dos recrutadores.

Não resuma tudo a uma página – A regra de que um bom currículo deve conter apenas uma página deixou de ser uma verdade absoluta. Ela vale só quando trata-se de um profissional com pouca experiência. Mas alguém com 10 ou 20 anos de carreira dificilmente conseguirá colocar todas as suas informações em uma folha.

Para o sócio da consultoria em gestão de carreira Essex Partners, Howard Seidel, não existe problema algum em escrever um currículo com duas ou três páginas, desde que tenha informações realmente relevantes em cada uma delas e a primeira folha contenha dados extremamente atraentes a um possível recrutador.

Evite frases prontas– escrever no currículo palavras como “inovador”, “trabalho em equipe” e outros termos super usados nesse tipo de documento pode representar um erro, de acordo com Krista Canfield,  diretora de comunicação corporativa do LinkedIn.

Krista fala isso com base em uma recente pesquisa realizada no LinkedIn, que analisou milhares de perfis na rede social e descobriu uma lista dos dez termos mais usados: inovador, dinâmico, motivado, ampla experiência, orientado a resultado, experiência comprovada, trabalho em equipe, ritmo acelerado, solucionador de problema e empreendedor.

“Os problemas em usar termos genéricos em seu perfil e no currículo é que outras centenas, se não milhares, de pessoas estão se descrevendo exatamente da mesma forma”, cita a diretora do LinkedIn. Com isso, ela considera que os recrutadores não enxergam um diferencial no candidato. Para evitar isso, Krista sugere que as pessoas descrevam os projetos nos quais trabalharam, com os resultados concretos obtidos.

Cuidado com a forma e a aparência –Por mais que hoje tudo possa ser comunicado de forma bastante informal por e-mail ou por comentários na internet, quando se fala em recrutamento, a estética da apresentação ainda é importante. Ou seja, o visual do currículo continua a chamar a atenção de um recrutador. Além disso, deve-se tomar o máximo de cuidado na escrita, já que um erro de gramática pode arruinar com as chances de uma recolocação profissional.

Assim, se seu forte não for a língua portuguesa, peça para que alguém com domínio do idioma faça uma revisão de seu currículo, antes de encaminhá-lo a qualquer vaga de emprego.

Fonte:
http://olhardigital.uol.com.br/negocios/digital_news/noticias/quais_os_cuidados_para_preparar_um_bom_curriculo

Deixe um comentário

Arquivado em Outros

Culto à Carga – Como surgem deuses e religiões

A ignorância cria mitos,  sempre que acontece algo que não sabemos explicar, criamos explicações, teorias e muitas delas podem ser sobrenaturais. Durante a Segunda Guerra Mundial ocorreram batalhas no Pacífico. Em diversas ilhas os americanos montaram postos de combate. Muitas tribos locais, ao verem aviões pousando e desembarcando comida e produtos desconhecidos para eles, se perguntaram porque não recebiam também esta dádiva dos céus.

Nativos em frente a "torre de controle"

Resolveram então construir pistas de pouso e até torres de controle e aviões em bambu e madeira, na esperança de atrair um daqueles instrumentos do paraíso.

Localização de Vanuatu no mapa

O Vídeo é parte de um documentário de 1963, que mostra este culto que foi comum de 1950 a 1970 e, segundo a BBC ainda ocorre em Vanuatu.


Desfile dos nativos com a bandeira americana e "fuzis" de madeira.

Na Ilha de Tanna, os cultos assumiram formas mais complexas. Os mais velhos imaginaram que, comportando-se como os antigos visitantes, os presentes seriam atraídos. Por isso, no dia 15 de fevereiro de cada ano, uma bandeira dos Estados Unidos é hasteada, os mais velhos vestem os poucos uniformes que lhes foram deixados pelos soldados. Outros desfilam e dançam com pedaços de madeira imitando fuzis.

Eles também possuem um messias: os nativos esperam por John Frum, o filho de deus que, vindo acompanhado de um exército de mortos, fará com que os nativos retornem às antigas tradições em um evento apocalíptico. John Frum assume vários rostos: o de um nativo, um homem branco ou até mesmo um soldado americano negro. As origens dessa lenda remontam ao tempo em que ocorreram os primeiros contatos com exploradores ingleses. Tentando evitar que seus marinheiros enganassem os nativos com truques tecnológicos, os líderes das embarcações os afastaram para outras ilhas. Dessa forma, muitos mártires foram criados. Nunca houve, até onde se sabe, um marinheiro chamado John Frum na marinha britânica. É possível, porém, que o nome derive de algum marinheiro se apresentando como “John from England”.
Nas palavras de um dos anciãos da tribo: “John prometeu que traria cargas de avião e de navio  da América para nós, se nós rezássemos para ele… Rádios, TVs, caminhões, barcos, relógios, geladeira, remédios, Coca-Cola e muitas outras coisas maravilhosas.”

Os membros da ilha de Tanna dançam em honra de John Frum


A maioria das religiões que vemos hoje em nossa sociedade nasceu em povos com tecnologias tão avançadas quanto a dos nativos de Tanna. As explicações mágicas para as cargas que caiam dos céus são tão absurdas quanto as explicações que antigos povos que viviam no Oriente Médio deram para enchentes, raios e trovões.

Mais um vídeo, em inglês: http://www.youtube.com/watch?v=PMn3Gi4slWY

Fonte:
Email e
http://news.bbc.co.uk/2/hi/asia-pacific/6363843.stm
http://inconscientecoletivo.net/em-john-frum-nos-confiamos/


Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades