Código de Barras versus RFID

Exemplo e um código de barras

O primeiro sistema para codificação automática de produtos foi patenteado por Bernard Silver e Norman Woodland, ambos estudantes graduados pelo Drexel Institute of Technology (Instituto de Tecnologia Drexel), atualmente (Drexel University). Eles usaram um padrão de tinta que brilhava debaixo de luz ultravioleta. Esse sistema era caro demais e a tinta não era muito estável.

Inicialmente esta tecnologia foi oferecida para mercearias, mas não deu certo e foi esquecido por anos.  Em 1959, David Collins e Chris Kapsambelis, criaram um sistema que chamaram de KarTrak, para uso das ferrovias. Era uma luz de xenônio branca refletia em luzes vermelhas, brancas e azuis coladas no lado de vagões ferroviários. Um sensor de dados fazia uma medição da largura de cada barra e identificava os trens. Também durou poucos anos.

O primeiro sucesso do uso do código de barras foi quando a General Motors usou o sistema para identificar motores e eixos na sua linha de montagem; as linhas que utilizaram os códigos tinham menos erros e era muito barato por um adesivo em alguma coisa. O sistema usado hoje foi descoberto pela IBM, em 1973, e usa leitores criados pela NCR.

Leia mais em http://pt.wikipedia.org/wiki/Código_de_barras

Foto do RFID ocupando pequena parte da ponta do dedo indicador

No entanto, a vida útil do código de barras parece que está chegando ao fim, em breve um dispositivo baseado num microchip que armazena dados e se comunica por meio de ondas de rádio com um aparelho de leitura, deverá substituí-lo.

A invenção é chamada de RFID (Radio Frequency Identification), que em português significa “Identificação por Radiofrequência”. A RFID, que está cada vez mais difundida, permite também a localização  dos produtos em poucos segundos, e a transmissão de seus dados a um dispositivo receptor situado a poucos metros ou a vários quilômetros de distância.

Os sistemas RFID começaram a ser utilizados durante a II Guerra Mundial, quando os aliados utilizaram aparelhos deste tipo para distinguir seus próprios aviões dos inimigos. Mas a invenção saltou do campo militar para o industrial na década de 90, quando o MIT – Massachussetts Institute of Technology o aperfeiçoou e elaborou o código com o qual as informações são armazenadas em chips.

A RFID já tem múltiplos usos: é usada tanto para localizar e identificar cabeças de gado ao ar livre como para encontrar livros nas bibliotecas.

Mas sua aplicação em massa ocorrerá nas lojas e supermercados, onde os clientes só terão que passar suas compras sob um leitor, o qual, por meio de uma antena, enviará um sinal e ativará os chips dos produtos adquiridos para que enviem as informações armazenadas em seus circuitos. Com estes dados, o sistema calculará imediatamente o preço total da compra, sem ter que retirar os produtos dos carrinhos.

Assista um vídeo a respeito em: http://olhardigital.uol.com.br/produtos/central_de_videos/aparelhos_do_futuro_que_vao_facilitar_a_vida_dos_usuarios

Passe livre na balada com tecnologia RFID! http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/passe-livre-na-balada-com-rfid


Fontes:
http://hypescience.com/como-surgiu-o-codigo-de-barras/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Código_de_barras
http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI552554-EI4803,00.html

2 Comentários

Arquivado em Invenções

2 Respostas para “Código de Barras versus RFID

  1. Alessandro

    O perigo é isso ser usado para rastrear as pessoas. Hoje em dia smartphones já fazem isso, assim como alguns sites de relacionamentos e de buscas. Onde quer que vá, as empresas sabem onde está, assim como os governos e até mesmo criminosos (vide o ataque à PSN).

  2. Borges, muito interessante seu post! Talvez você possa se interessar pela nossa iniciativa voltada a blogueiros, veja: http://www.congressorfid.com.br/blogueiros_tuiteiros/

    Espero que tenha interesse de participar…
    Abraços e parabéns!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s