Criado o mais completo mapa 3D do Universo

O 2MASS Redshift Survey (2MRS) catalogou mais de 43.000 galáxias dentro de 380 milhões de anos-luz da Terra (z <0,09). Nessa projeção, o plano da Via Láctea corre horizontalmente através do centro da imagem. 2MRS é notável para estender mais perto do plano galáctico do que as pesquisas anteriores – uma região que geralmente é obscurecida pela poeira.
CRÉDITO: Jarrett TH (IPAC / SSC)

Novo mapa em 3D do universo

Depois de quase 10 anos em construção, os astrônomos criaram o mais completo mapa 3-D do nosso universo local, revelando novos detalhes sobre o nosso lugar no cosmos.

“Eu acho que fala ao nosso desejo de compreender o nosso lugar no universo”, disse Karen Masters, pesquisadora da Universidade de Portsmouth, na Inglaterra, durante o 218º encontro da Sociedade Astronômica Americana realizado em 26/05/11. “Eu não seria feliz se não tivéssemos um mapa completo da Terra. É bom ter um mapa completo do lugar onde vivemos.”

Segundo a pesquisadora, o mapa cobre 95% do céu. No infravermelho, nossa visão não é tão afetada pelo lamaçal que é a Via Láctea, nos tornando capazes de ver, de forma ainda mais clara, como é a galáxia.

Para fazê-lo, astrônomos usaram dados dos projetos 2MASS (Two-Micron All-Sky Survey) e 2MRS (Redshift Survey). Também foram coletadas informações por outras pesquisas a partir do escaneamento do espaço com luzes em infravermelho nos observatórios de Cerro Tololo Inter-American Observatory e Fred Lawrence Whipple Observatory, localizados, respectivamente, no Chile e nos Estados Unidos.

Próximo da luz infravermelho, que é de um comprimento de onda de luz visível, é possível penetrar as nuvens de poeira opaca comum em galáxias. Isso permitiu o levantamento 2MRS para estender seus “olhos” mais próximo do plano da Via Láctea do que foi possível em estudos anteriores, porque a área está muito obscurecida pela poeira.


Assista ao vídeo em http://www.space.com/10329-dark-matter-3.html ou http://www.youtube.com/watch?v=ZIn1H_XqRIc

O aspecto 3-D do mapa vem do fato de que os pesquisadores mediram os objetos cósmicos, que denota o quanto a luz foi deslocado para a extremidade vermelha do espectro de cores. Isso acontece por causa do chamado efeito Doppler,  que faz com que o comprimento de onda de luz a ser ampliada quando a fonte de luz está se afastando de nós.

Como o universo está se expandindo, medindo o desvio para o vermelho de um objeto e, consequentemente, sua velocidade, os astrônomos podem inferir sua distância, porque os objetos que estão mais distantes estão se movendo mais rapidamente.

O novo mapa de fornece um quadro mais completo do nosso lugar no universo e pode ajudar a resolver o mistério desconcertante do porquê de a Via Láctea se move de forma que faz em relação ao resto do universo. Este movimento, cerca de 600 km por segundo, ainda tem de ser explicado pela atração gravitacional dos objetos conhecidos perto da nossa galáxia.

Fontes:
http://www.space.com/11781-3d-map-universe-photo-revealed.html
http://olhardigital.uol.com.br/jovem/digital_news/noticias/criado_o_mais_completo_mapa_3d_do_universo

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s