Almoço nas alturas

Mesmo sendo uma das fotografias mais conhecidas da história,  “Lunch atop a Skyscraper” (Almoço no alto do arranha-céu), tirada por Charles Clyde Ebbets em 29 de Setembro de 1932, quando realizava uma reportagem para denunciar as precárias medidas de segurança no trabalho dos operários da construção civil, muita gente pensa que se trata de montagem feita no Photoshop.

A imagem é da construção do edifício Rockefeller Center no andar 69º andar, dos 70 andares do prédio. A foto e outras, foram publicada em Outubro de 1932 em um suplemento dominical do New York Herald Tribune.

Ebbets frequentou o canteiro de obras de vários edifícios, do alto das construções, fotografou os trabalhadores, conseguido imagens de efeitos vertiginosos, de grande beleza, deixando claro como aquele trabalho era arriscado.

Mesmo após o término da obra, haviam trabalhos cheios de perigo, porque alguém tinha que limpar os vidros. Aliás a gente vê isto acontecer até hoje nas grandes cidades, é comum assistir faxineiras se pendurando nas janelas para limpá-las…

O intuito das fotografias era que o mundo conhecesse em que condições se trabalhava naquelas construções e Ebbets, para tirar as fotos, também teve que se sujeitar às mesmas condições dos trabalhadores.

A maioria das imagens pertencem ao Arquivo Bettman (Para pesquisar: http://www.corbisimages.com/Search#q=Charles+Ebbets) que recolhe mais de 11 milhões de fotografias onde estão incluídas algumas das mais importantes da história dos Estados Unidos. Atualmente o Arquivo Bettman pertence a Bill Gates.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vídeo do Rockefeller Center

Fontes:
http://incautosdoontem.opsblog.org/2010/03/02/mundo-do-photoshop/
http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=4625

5 Comentários

Arquivado em Bizzaro, Curiosidades

5 Respostas para “Almoço nas alturas

  1. Maura Bezerra

    Borges, Boa noite! Sou professora e pesquisadora em educação, curiosa nas questões do “problema social” . Estou lendo um livro: Falando da sociedade: ensaios sobre as diferentes maneiras de representar o social ( Howard S. Becker). O autor faz referências de um outro livro: American photographs de Walker Evans ( Evans criou esse livro com fotografias que fizera ao longo de um período de vários anos, por todo o leste, o sul e o norte dos Estados Unidos … são fotos fantásticas, eu recomendo). Daí fui pesquisar na internet … me deu uma vontade também de pesquisar mais sobre o meu quadro da sala de Jantar ( almoço nas alturas) e encontrei esse resumo e adorei! Pena que só tenho esse quadro, enquanto que Bill Gattes tem toda a coleção. Obrigada!

  2. Maura Bezerra

    Borges, que legal! Também gosto muito de fotografias, principalmente em preto e branco.

    Moro na capital do Rio Grande do Norte (Natal) aqui temos belas imagens do cotidiano e da natureza, as praias são belíssimas. Quero te apresentar um site : http://www.paxvisual.com.br os fotógrafos Adrovando Claro, Fernando Pereira e Cláudio Marques juntaram os esforços e montaram um banco de imagens com fotografias do Rio Grande do Norte. Vc já conhece? Um bom final de semana. Profa. Maura Costa Bezerra.

  3. Maura Bezerra

    Na minha opinião vc está politicamente correto. Assim é preferível. Sua postura coaduna-se com a de um pesquisador cuidadoso. ” o pesquisador deve explorar ao máximo o materlal como se fosse um material pobre” palavras de uma das minhas orientadoras. Seja bem vindo! Abraços.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s