Antártida ou Antártica

Antártica ou Artártida tem sua origem no latim tardio antarctĭcus que, por sua vez, deriva do grego antigo ανταρκτικός, que significa literalmente “oposto ao Ártico” (antiártico). A versão oficial em português brasileiro do Tratado da Antártida, publicada pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, emprega a forma “Antártida”, em Portugal era Antárctida, tomando então o adjetivo a forma antárctico/antárctica.

Polo Sul Geográfico é o ponto onde o eixo imaginário de rotação da Terra cruza a superfície. Os primeiros seres humanos a atingirem o polo sul foram Roald Amundsen e seu grupo em 14 de Dezembro de 1911. O seguinte foi Robert Falcon Scott,  um mês depois. Na viagem de volta Scott e os outros quatro membros do seu grupo morreram de fome e frio extremo.

A Antártida é o continente mais frio e com as mais duras condições climáticas. Com sua pouca precipitação, cerca de 2 centímetros por ano, é o local mais seco da Terra.
Possui cerca de 14 milhões de quilômetros quadrados, uma altitude média de mais de 2.000m e 98% do território é coberto por um manto de gelo estimado em 29 milhões de quilômetros cúbicos.
É um dos lugares mais isolados do planeta e durante décadas, tem sido um paraíso para a astronomia, a climatologia e outros campos da ciência.

O Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR) foi instituído em 1982, com propósitos científicos e políticos, em 1984 foi instalada a Estação Antártica Comandante Ferraz, na baía do Almirantado, na ilha do Rei George, a 130 km da ponta da península Antártica. Desde 1986 a estação passou a ser ocupada permanentemente.

O Tratado da Antártida é o documento assinado em e 1959 pelos países que reclamavam a posse de partes do continente e que se comprometeram a suspender suas pretensões, possui um regime jurídico que estende a outros países e nele consagram princípios como a liberdade para a pesquisa científica, a cooperação internacional para esse fim e a utilização pacífica da Antártida, proibindo expressamente a militarização da região e sua utilização para explosões nucleares ou como depósito de resíduos radioativos. Atualmente o Tratado determina que até 2041 a Antártida não pertencerá a nenhum país em especial, isto é, a Antártida será um patrimônio de toda a Humanidade.

A Base americana de Amundsen-Scott (89°59′51.19″S, 139°16′22.41″E) – em pleno Polo Sul Geográfico, a 2.500 metros de altitude, em um local onde a temperatura chega facilmente a -60 graus centígrados, localiza-se a base norte-americana é um prodígio tecnológico. A estação original foi construída entre 1956 e 1957. Em 1975 a estação foi relocalizada e reconstruída na forma de uma cúpula geodésica de 50 metros de largura e 16 metros de altura que, com arcadas de metal de 14 por 24 metros, cobria as edificações modulares, os conteiners de combustível e o equipamento. Prédios separados dentro do domo abrigavam instrumentos para a monitoração da atmosfera superior e inferior e para utilização em inúmeros e complexos projetos de astronomia e astrofísica.
Durante o período no qual o Domo serviu como estação principal muitas mudanças foram realizadas nas operações dos Estados Unidos no Polo Sul. Dos anos 90 em diante, a pesquisa astrofísica conduzida no Polo Sul tirou partido das condições atmosféricas favoráveis e começou a produzir resultados científicos relevantes.

Como todas as estruturas no Polo Sul, a estação original causou um acúmulo da neve soprada pelo vento nas áreas adjacentes. Este acúmulo causou o soterramento da estrutura em 1,2 metros de neve por ano. A antiga estação, abandonada desde 1975, está agora enterrada profundamente na neve, e a pressão causou o desabamento da cobertura, que era feita principalmente de madeira. O local é considerado área de risco e isolado de todos os visitantes do Polo Sul.

Em 1999 teve início a construção de uma nova estação elevada, adjacente ao Domo. Características da nova estação incluem um projeto modular, para acomodar a crescente população, e uma elevação regulável, para prevenir que a estação seja enterrada na neve. Assisti este documentário na Fox+Natgeo (National Geographic Channel), é uma obra repleta de desafios. O material de construção deve chegar de avião que só podem pousar ali durante quatro meses por ano, os construtores tem apenas 100 dias por ano para trabalhar, enfrentando um acúmulo de neve e um tempo imprevisível.

A estação de pesquisa mais próxima está a mais de 1000 km de distancia e durante os meses de inverno (fevereiro – outubro), quando a temperatura chega facilmente a 60 ºC abaixo de zero, os aviões Hercules C-130 ficam impossibilitados de pousar, tornando a estação totalmente isolada do resto do mundo. As temperaturas registradas tem variado entre -13,6°C e -82,8°C. A média anual varia de -28°C em dezembro a -60°C em julho. A velocidade média do vento é de 100 km/h; a velocidade máxima registrada foi de 320 km/h e pode durar dias. O acúmulo de neve é aproximadamente equivalente em água a 6-8 centímetros por ano. A estação se encontra a uma elevação de 2.835 metros da capa de gelo da Antártica, que possui cerca de 2.850 metros de espessura naquele ponto.

Cerca de 130 pessoas trabalham no local durante o verão, que se retiram no começo de março, deixando apenas pessoas de apoio e alguns cientistas, que mantêm a estação funcionando durante os meses da noite polar. O pessoal de inverno da estação fica isolado entre o meio de fevereiro até o final de outubro. A maioria dos cientistas trabalham em astronomia de baixa frequência; a baixa umidade do ar polar, combinada com a altitude de mais de 2.700 metros deixa o ar bem mais transparente em algumas frequências do que é o tipicamente encontrado na maior parte da Terra, e os meses de escuridão permitem que o sensível equipamento funcione constantemente. Numerosos voos de aeronaves do tipo LC-130 Hercules equipadas com esquis abastecem a estação durante outubro e fevereiro.

Invernar na estação oferece muitos perigos e estresse, já que a população fica em quase total isolamento. A estação é completamente auto-suficiente e utiliza a energia de três geradores movidos a combustível de avião.

As pesquisas na estação incluem glaciologia, geofísica, meteorologia, astronomia, astrofísica e estudos biomédicos, apoia projetos que vão desde as observações cósmicas para estudos sísmicos e atmosféricos. O ar extremamente seco, o frio é perfeitamente adequado para um experimento destinado a medir a polarização de radiação cósmica de fundo (Cosmic Microwave Background – CMB), de precisão sem precedentes e capaz de  responder as perguntas cruciais sobre o início do Universo. Conhecido com BICEP (Background Imaging of Cosmic Extragalactic Polarization). Opera de 100 GHz e 150 GHz na resolução angular de 1,0 ° e 0,7 °, com um conjunto de 96 detectores sensíveis à polarização, mapeando uma grande região do céu em torno do Polo Sul Celeste.

IceCube  – é um observatório de neutrinos de astrofísica, um projeto internacional, patrocinado e conduzido pelos Estados Unidos e vários outros países e agências de financiamento. O detector será composto por um mínimo de 4.200 módulos ópticos implantados em 70 cordas verticais enterrados 1450-2450 metros sob a superfície do gelo, e um conjunto de detectores de superfície composta por um mínimo de 280 módulos ópticos.

Os EUA anunciaram recentemente que está sendo construída uma “Estrada de Gelo” similar às existentes no Alaska, que ligará a base americana de McMurdo, conhecida como “Capital da Antártica” , à base de Amundsen-Scott, propiciando comunicação terrestre para envio de suprimentos.

A Base que anteriormente ficava em um domo geodésico recentemente mudou-se para um novo conjunto de prédios. o domo foi recentemente desmontado.

Veja belas fotos da Estação:

As Nações Antárticas são membros pertencentes ao Tratado da Antártica que possuem áreas de pesquisa, principalmente científica, no continente Antártico.

África do Sul
Alemanha
Argentina
Austrália
Bélgica
Brasil
Bulgária
Chile
República Popular da China
Coreia do Norte
Coreia do Sul
Equador
Espanha
Estados Unidos
Finlândia
França
Índia
Itália
Japão
Noruega
Nova Zelândia
Países Baixos
Peru
Polónia
Portugal
Reino Unido
Rússia
Suécia
Turquia
Ucrânia
Uruguai

Fontes:\
http://www.discoverybrasil.com/video/polo-sul-estacao-de-pesquisa/
http://www.achetudoeregiao.com.br/animais/polo_sul.htm
http://autoracing.virgula.uol.com.br/forum/index.php?showtopic=49017
http://the-rioblog.blogspot.com/2010/10/conheca-base-americana-de-amundsen.html
http://www.gizmodo.com.br/conteudo/este-telescopio-de-u271-milhoes-esta-enterrado-no-polo-sul/
http://www.icecube.wisc.edu/science/

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s