Nova Arca de Noé é criada na Rússia

Estamos acompanhando nos noticiários as catástrofes climáticas e as mudanças que estão ocorrendo no clima mundial. A Europa tem sido castigada por ondas de calor de até 40 graus centígrados, ciclones tropicais atingem a costa sul e sudeste do Brasil, o número de desertos estão aumentando, furacões causando destruição e mortes em várias regiões do mundo, chuvas em excesso em alguns lugares e as calotas polares estão derretendo.Este derretimento pode ocasionar o avanço dos oceanos sobre cidades litorâneas e segundo os cientistas o responsável é aquecimento global.

Os arquitetos russos da Remistudio desenvolveram o conceito de um hotel flutuante, o Ark Hotel, um deslumbrante projeto de gigantesco hotel-barco que oferece espaço suficiente para comportar cerca de 10 mil seres humanos e armazenar uma vasta vegetação e até animais dentro dele, em caso de apoteóticas tragédias naturais.

O projeto foi desenvolvido com a ajuda do Architecture for Disaster Relief (Programa de Arquitetura de Catástrofes), da União Internacional dos Arquitetos. O formato esférico criado pelo designer russo Alexander Remizov é uma versão da Arca de Noé, mas muito mais moderna e sustentável.

A estrutura ergue-se a cerca de 30 metros de altura e promete resistir não só a dilúvios, mas também a outras catástrofes naturais, dentre elas terremotos, maremotos e inundações e poderia ser construído e estabelecido tanto sobre a água quanto em terra firme.

Quando em terra firme, o Ark Hotel pode ser utilizado em zonas de grande incidência de terremotos, porque o seu esqueleto de cabos de aço e arcos de madeira permite que a energia do terremoto seja distribuída por todo o corpo do edifício.

O barco-hotel deve ser totalmente autossuficiente e sustentável, sendo capaz de captar energia da luz solar e do vento graças a uma engenhosa turbina existente no teto, a fim de armazená-la para o consumo, além de estar equipado com coletor de água da chuva.

Seus 3200 metros quadrados de área são cobertos por uma película mais leve que o vidro, o etileno tetrafluoretileno, para que a luz do sol possa ser aproveitada ao máximo.

Em sua fabulosa forma de concha, é claro, é um hotel e tem quartos, distribuídos em quatro andares. O jardim interno é uma biosfera tipo estufa, com pássaros voando livremente por uma flora luxuriante e animais, escolhidos de acordo com as diversas características de compatibilidade, reprodutibilidade, fornecimento de fontes de alimentação, eficiência de produção de oxigênio, etc.

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s